A vida moderna exige soluções rápidas, facilitadoras e abrangentes. Facilidades na forma de pagamento das contas é um anseio e necessidade de qualquer pessoa. O mobile banking é uma nova tendência mundial crescente como meio de pagamento eletrônico seguro que veio facilitar ainda mais nossas vidas. Neste artigo, vamos explicar o porquê.

Mobile banking, dinheiro eletrônico no smartphone

O mobile banking usa os dispositivos móveis como meio de pagamento eletrônico, substituindo os tradicionais cartões de crédito e débito.

Com as novas tecnologias, hoje é possível fazer pagamentos usando o smartphone que tenha o NFC – Near Field Communication (Comunicação por campo de proximidade). O NFC é uma tecnologia recente, semelhante ao Bluetooth, mas de curto alcance, que faz uso de campos magnéticos de baixa intensidade e permite a transação com o terminal de ponto de venda (POS – Point Of Sale), bastando apenas deixar a sua conta em uma curta distância do equipamento.

Possibilita um nível de segurança maior, porque permite outros procedimentos, como tokenização, interatividade com o cliente (solicitação de dados complementares, conversas com o gerente), uso de tecnologia de biometria (fingerprint, identificação facial).

Com essas novas tecnologias, é possível fazer tudo que faríamos numa agência bancária física, com exceção de saque em dinheiro.

Vantagens do mobile banking

O mobile banking tem substituído com vantagem o uso do tradicional cartão de plástico, porque além de um nível de segurança maior, pelo uso da tokenização, a plataforma móvel possibilita uma interatividade maior entre o banco e o cliente.

Usando a câmera do smartphone (ou tablet), pode-se ler o código de barras de um boleto e fazer imediatamente o pagamento. O mesmo pode ser feito para depósitos de cheques. Já existe banco anunciando um atendimento online ao vivo, onde o gerente atende pessoalmente seu cliente e em horário estendido. Esses novos serviços só se tornaram realidade com o mobile banking.

Quem está usando mobile banking?

Segundo Murilo Portugal, presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), em 2015, o volume de transações feitas via internet e mobile banking já ultrapassou as que são feitas via canais tradicionais, como agências, ATM e atendimento telefônico.

O Ebit diz que no Brasil existem cerca de 100 milhões de smartphones atualmente. Desse universo de usuários, conforme pesquisa feita pela Febraban, cerca de 25 milhões são usuários do mobile banking. Em 2014, foram contabilizadas 4,7 bilhões de transações feitas através do mobile banking e esse número passou para 11,2 bilhões em 2015, correspondendo a um crescimento de 138%.

De acordo com pesquisa feita pela VISA, mais da metade de seus entrevistados já utilizam o mobile banking. Essa pesquisa revelou que a maior taxa de crescimento está nos usuários da faixa etária de 55 a 64 anos (cerca de 33%), enquanto que a taxa de crescimento nos Millenials (geração do milênio, Geração Y), da faixa etária de 18 a 34 anos, é de 24% ao ano.

O uso do mobile banking proporciona comodidade. A era de enfrentar filas, horários restritos, pessoas mal humoradas está com os dias contatos. Além disso, a grande segurança proporcionada durante as transações são um ótimo motivo para que esta tecnologia seja parte de sua vida. Uma transação feita via mobile banking é perfeitamente segura, mais até do que com o uso de cartões plásticos, segundo especialistas do setor.

Percebeu como o mobile banking é uma tecnologia que veio para ficar? Quer saber mais? Siga-nos no Facebook e LinkedIn!