Um dos meios preferidos pelos consumidores na hora de fazer suas compras é o cartão de crédito. Contar com essa forma de pagamento é fundamental para aumentar as vendas de qualquer tipo de negócio.

Contudo, essa facilidade não sai de graça para o empresário, que deve arcar com as taxas de utilização do serviço. Por isso, além de pesquisar pelos menores custos na hora da contratação, é importante saber qual seu impacto nas finanças da empresa.

Neste post, vamos ajudar você a encontrar as melhores taxas de cartão de crédito e mostrar como administrá-las em seu negócio. Acompanhe!

Analise o impacto das taxas de cartão de crédito nas vendas

Quem decide oferecer a possibilidade de pagamento com cartão de crédito aos seus clientes precisa lidar com custos como:

  • aluguel do terminal;
  • taxa de adesão;
  • porcentagens sobre as vendas.

Portanto, é importante colocar esses valores na ponta do lápis, antes de se tomar qualquer decisão.

Nessa hora, você deve avaliar se o aumento nas vendas compensa os custos das taxas, preservando a margem de lucro do negócio. Caso contrário, talvez seja necessário fazer reajustes nos valores dos produtos, o que pode acabar afastando os clientes.

A busca pelas opções que oferecem taxas mais acessíveis também é importante, contudo, o gestor deve analisar bem as características e os recursos oferecidos por cada uma delas, para garantir que as necessidades da empresa sejam atendidas.

Compare as taxas praticadas pelas operadoras

Se, há alguns anos, vigoravam os contratos de exclusividade entre operadoras e bandeiras de cartão — deixando o gestor de mãos atadas na hora da escolha —, atualmente a concorrência nesse mercado cresceu bastante.

Vamos, então, conhecer as principais operadoras, comparando suas taxas e o serviço oferecido.

Cielo

Cielo — uma das principais operadoras de pagamento por cartões do Brasil — cobra uma taxa de adesão no valor de R$ 89,90. A empresa oferece diversas opções de terminais e planos de taxas aos seus clientes.

O plano controle inclui todas as taxas referentes às vendas e ao aluguel em um único valor mensal, partindo de R$ 57,00. No plano convencional, as taxas iniciam em:

  • 2% para vendas no débito;
  • 2,5% para crédito à vista;
  • 3,25% para pagamentos parcelados.

O aluguel é cobrado separadamente, conforme o terminal escolhido.

A Cielo ainda conta com soluções de pagamento móvel. Com o aluguel de apenas um leitor que pode ser acoplado a um smartphone, é possível fazer vendas com taxas a partir de:

  • R$ 3,19 no débito;
  • 4,05% no crédito à vista;
  • 6,99% no crédito a prazo.

O custo, tanto do aluguel quanto da taxa de adesão, é de R$ 9,90.

Rede

Rede também tem grande presença no mercado nacional, dispondo de soluções de pagamento para os diferentes tipos de negócio. Ela também oferece planos que cobrem todas as taxas com um pagamento único mensal.

Os valores giram entre R$ 39,90 e R$ 139,90, de acordo com o equipamento escolhido. O grande diferencial é a possibilidade de receber integralmente pelas vendas, o que facilita a administração das finanças.

PagSeguro

Dona da Moderninha, a PagSeguro vende seu equipamento aos clientes, por isso não cobra aluguel nem adesão. Os valores vão de R$ 118,80 até R$ 838,80, com possibilidade de parcelamento em até 12 vezes.

As vendas no débito são taxadas em 2,39%. No caso das vendas a crédito, os percentuais mudam conforme o prazo de recebimento escolhido. Confira:

  • para receber em um dia:
    • 4,99% nas vendas à vista;
    • 5,59% nas vendas parceladas;
  • para receber após 30 dias:
    • 3,19% no crédito à vista;
    • 3,79% no crédito parcelado.

E aí, entendeu a importância de pesquisar as melhores taxas de cartão de crédito para o seu negócio? Se ainda tiver alguma dúvida sobre o assunto, aproveite e deixe sua pergunta nos comentários!